Salvador

Data da viagem: Maio de 2017

Curiosidades e Dados Sobre a Cidade de Salvador - BA (2017)

  • Fundação: 29/03/1549;
  • População: 3 milhões de habitantes;
  • Clima: Tropical, com temperaturas que giram em torno dos 22°C à 30°C durante o ano inteiro, sendo a variação de temperatura entre inverno e verão quase imperceptível;
  • Quando ir: Salvador tem precipitação de chuva durante todos os meses do ano, porém entre os meses de abril e junho as chuvas são mais frequentes, dessa forma, caso a intenção seja curtir a praia, é recomendável evitar esse período; 
  • Tempo médio de estadia: 3 dias são o suficiente para conhecer os principais pontos turísticos. Obs: Opinião baseada em meu formato de viagem e gostos particulares;
  • Acesso aéreo: O Aeroporto Internacional de Salvador (Deputado Luís Eduardo Magalhães - código SSA), fica a 28 km do centro da cidade. As opções de transporte do aeroporto ao centro são:

- Taxi, com preço médio de R$ 100,00;

- Uber, com preço médio de R$ 40,00:

- Ônibus urbano, com a última parada na Praça da Sé, com preço médio de R$ 5,00;

- Ônibus First Class Bus, com preço médio de R$ 36,00. Faz paradas apenas em hotéis informados pelos passageiros na hora do embarque. Para consulta dos locais e bairros atendidos, consultar o site www.firstclassbus.com.br.

  • Hospedagem: Salvador é uma metrópole, e também um grande destino turístico, esses fatores resultam em uma abundante oferta hoteleira. Os locais mais buscados pelos visitantes, se estendem entre o Centro Histórico e a orla até Pituba, sendo os principais:

- Centro Histórico: onde se encontra o Pelourinho e a região portuária. As vantagens de se hospedar neste local é a proximidade com alguns dos principais pontos turísticos da cidade, e as desvantagens ficam por conta da violência, com frequentes assaltos e pela má conservação de alguns prédios;

- Barra: O bairro está localizado no extremo sul da cidade, entre o oceano e a Baía de Todos os Santos e abriga a Praia Farol da Barra, uma das praias centrais mais famosas da capital, além disso oferece boa infraestrutura, e uma localização relativamente próxima ao Centro Histórico;

- Rio Vermelho: Conta com excelente infraestrutura hoteleira e gastronômica, além de ser o bairro mais boêmio de Salvador. Fica a aproximadamente 10 km do Centro Histórico, e também no caminho para as praias do norte.

- Para quem viaja durante o período de Carnaval, a dica é fazer as reservas com bastante antecedência.

- Em minha viajem, fiquei hospedado no bairro Rio Vermelho, no "The Hostel Salvador" (sua nota no Booking em maio de 2017 era 9,0 com 408 avaliações).

  • A cidade foi fundada por Tomé de Souza, o primeiro Governador Geral do Brasil, sob o nome de "São Salvador da Bahia de Todos os Santos";
  • Salvador foi a primeira capital do Brasil, perdendo o posto no ano de 1763 para a cidade do Rio de Janeiro;
  • Salvador recebeu a primeira escola de medicina do Brasil;
  • O Elevador Lacerda, famoso ponto turístico, era o elevador mais alto do mundo na época de sua inauguração, além de ter sido o primeiro elevador do Brasil;
  • Salvador é a cidade mais populosa do Nordeste;
  • Quem nasce em Salvador, recebe o gentílico de "soteropolitanos". A origem desse nome se deu através da tradução da palavra salvador para o grego;
  • O Carnaval de Salvador, atrai em torno de 2 milhões de turistas anualmente.


Principais Pontos Turísticos 

Pelourinho

Local histórico de Salvador, o bairro data da época do Brasil Colônia, e é um museu a céu aberto. Além dos museus e casarões históricos em estilo colonial barroco português, o bairro também tem muitas igrejas construídas entre o século XVII e XIX, uma herança dos padres Jesuítas que tinham a missão de evangelizar o Brasil.

A palavra "pelourinho", se refere a uma coluna de pedras, que era normalmente montada no centro das praças, com o objetivo de prender os escravos em sua estrutura e castigá-los publicamente, para que os mesmos servissem de exemplo aos demais.

Até o início do século XX, o bairro ainda era o principal centro comercial e administrativo de Salvador, porém com o surgimento de novos bairros mais modernos, houve uma migração em massa dos principais geradores de riqueza econômica do local, o que resultou em um grande declínio econômico e social no bairro. Esse cenário de abandono, só começaria a mudar após os primeiros anos da década de 80, com o reconhecimento da região como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, e na década de 90 com o início das obras de revitalização das construções. Hoje o bairro é um dos principais destinos turísticos da cidade, oferecendo aos visitantes uma vasta riqueza arquitetônica e cultural.

Locais de destaque no bairro:

- Terreiro de Jesus, praça onde está localizada a Catedral Basílica 

- Praça Tomé de Souza

- Praça da Sé 

- Igreja de São Francisco

- Fundação Casa de Jorge Amado

- Elevador Lacerda

Dicas:

- Para uma maior segurança, procure andar apenas pelas ruas principais, principalmente se estiver sozinho, além disso evite o local a noite;

- Muitas pessoas oferecem serviço de guia pelo Centro Histórico, caso decida contratar algum tenha muito cuidado e acerte o preço antes do passeio iniciar;

- O passeio pelo centro histórico é feito em sua grande parte a pé, sendo assim procure usar um calçado confortável;

- O grupo Olodum, tem sua sede no Centro Histórico, e faz apresentações semanalmente no bairro (www.olodum.com.br).  


Elevador Lacerda

Nome oriundo da homenagem ao engenheiro responsável pela sua construção, o elevador é um dos maiores símbolos da capital baiana. Sua construção teve início no ano de 1869, e sua inauguração ocorreu em 1873. A estrutura tem uma altura de 73 metros, 2 torres e 4 cabines, que juntas podem transportar um total de até 128 passageiros por vez. O trajeto do elevador dura em média 22 segundos e atualmente o elevador transporta uma média de 750 mil pessoas por mês. Era o elevador mais alto do Brasil na época de sua inauguração, além de ter sido o primeiro elevador do mundo destinado ao transporte público. Para os nativos o elevador auxilia o acesso entre a Praça Cairu (cidade baixa), e a Praça Tomé de Souza (Centro Histórico), já para os turistas o elevador é um cartão postal.

Dicas:

- No local existem muitos vendedores ambulantes e pessoas oferecendo serviços de guia turístico, isso pode acabar incomodando um pouco;

- Tenha cuidado com seus pertences, pois no local ocorrem pequenos furtos frequentemente;

- Próximo ao elevador na Cidade Baixa, encontra-se o Mercado Modelo, com centenas de barracas de artesanato;

- O elevador não é panorâmico;

- Normalmente existem grandes filas para a utilização do elevador, por isso evite horários de pico.

Abertura: 24h por dia, todos os dias da semana 

Entrada: R$ 0,15

Endereço: Praça Cairu (Cidade Baixa) / Praça Tomé de Souza (Centro Histórico)


Basílica Nosso Senhor do Bonfim

Igreja mais tradicional de Salvador, sua construção iniciou em 1745. Local de surgimento das famosas fitinhas coloridas que muitos amaram nos pulsos.

Dicas:

- Na sexta-feira acontece a tradicional "Lavagem do Bonfim", onde dezenas de baianas jogam água nos degraus da igreja, além disso blocos de afoxé se apresentam.

- Evite os presentes oferecidos pelos vendedores ambulantes, pois a maioria tenta tirar proveito dos visitantes.  

Endereço: Praça Sr. do Bonfim, s/n 

Mais informações: www.santuariosenhordobonfim.com 


Forte de Santo Antônio da Barra

Construído no ano de 1534, foi o primeiro forte do Brasil. Foi reconstruído no final do século XVI, e ao longo dos anos foi reformado diversas vezes. O forte abriga o Farol da Barra, onde é possível subir seus 22 metros através das escadas em seu interior. 

Dicas:

- Junto ao forte está localizado o Museu Náutico da Bahia;

- Procure visitar o local no fim da tarde, para poder apreciar o pôr do Sol na Baía de Todos os Santos.

Abertura: 9h às 18h de terça a domingo.   

Entrada: R$ 15,00 adulto / R$ 7,50 idosos e estudantes.

Endereço: Largo do Farol da Barra, s/nº, Barra, Salvador. 

Mais informações: www.museunauticodabahia.org.br 


Praias

A capital baiana conta com diversas praias, cada uma com suas peculiaridades:

- Praias Centrais: A mais conhecida é a Praia do Farol da Barra. As praias da região central costumam ter pequenas faixas de areia, ou somente pedras. São uma boa opção para caminhadas nos calçadões em torno da orla. Para banhos de mar, a Praia do Farol da Barra é uma das únicas que costumam estar próprias para o banho, sendo desaconselhável o banho de mar nas demais, devido ao alto índice de poluição.

- Praias Zona Norte: As mais conhecidas são Itapoã, Stella Maris e Flamengo. Contam com faixas de areia mais extensas, que facilitam o encontro de espaços para a utilização de guarda-sóis. Suas águas são mais limpas quando comparadas as praias da região central da cidade, o que possibilita um banho de mar mais seguro. 


Praia do Forte

Localizada no litoral norte da Bahia, a 75 km do centro de Salvador, é considerada uma das mais belas praias do estado. O vilarejo era formado por pescadores locais, mas com o passar do tempo se transformou em uma vila turística, com excelente infraestrutura, composta por lojas, bares, restaurantes, hotéis e todos os serviços básicos que a tornam autossuficiente para atender da melhor forma possível os visitantes.  Entre suas principais atrações se destacam, suas belas praias, piscinas naturais, lagoas, cachoeiras, trilhas e reservas ecológicas, além de uma das principais bases do Projeto Tamar, que conta com um museu e centro de pesquisa. Muitas agências de viagem oferecem este passeio saindo de Salvador, por um preço médio de R$ 100,00.

Entrada Projeto Tamar: R$ 22,00 / R$ 11,00 estudantes 

Mais informações: 

www.praiadoforte.org.br 

www.tamar.org.br 


Considerações Finais

- Salvador tem temperaturas altas o ano inteiro, por isso ponha na mala apenas roupas leves.

- Durante o Réveillon e principalmente o Carnaval, a cidade fica abarrotada de turistas, então caso não goste de multidões evite esses períodos.

- Como em outras metrópoles brasileiras, a segurança é precária, dessa forma evite comportamentos de risco.

- Procure sempre ter algumas notas de valor baixo consigo, isso ajuda na hora de comprar um acarajé ou para tirar fotos de baianas em trajes típicos, pois algumas cobram para aparecer nas mesmas.

- O trânsito não é dos melhores em Salvador, principalmente em horários de rush, por isso saia com antecedência se tiver compromissos com hora marcada.

- Existem muitas linhas de ônibus que levam aos principais pontos turísticos, com preços de passagens que variam entre os R$ 4,00 e R$ 6,00.

- Caso sua intenção seja curtir as praias de Salvador de forma mais tranquila, evite as praias do centro. As praias Stella Maris e Flamengo localizadas na zona norte da cidade, contam com grandes faixas de areia e relativo sossego.

Os Baianos são conhecidos pela sua alegria e sorriso fácil, talvez essa afirmação seja fruto dos inúmeros eventos festivos que a Bahia realiza todos os anos, com destaque para a grande festa de Carnaval. A verdade é que Salvador é um destino que agrada variados públicos, desde os amantes de história e arquitetura, ou os que curtem uma boa praia e banho de mar, até os carnavalescos de plantão.