Cruzeiros

Sonho de muitos, as viagens em navios de cruzeiro mexem com a imaginação das pessoas. Passar vários dias em alto mar, confinado em uma embarcação de proporções colossais, e dividindo este espaço com outros milhares de passageiros e tripulantes, é sem dúvida alguma uma experiência única e inesquecível.

Esses gigantes dos mares, costumeiramente possuem tanto conforto e luxuosidade, que podem ser comparados a mansões flutuantes. A maioria dos cruzeiros possuem lojas, restaurantes, bares, boates, cassinos, teatro, piscinas e diversas outras atrações.

Com o intuito de oferecer opções que possam agradar a todos os públicos, as empresas que operam navios de cruzeiro, passaram a diversificar e ampliar suas modalidades de viagem.

Duração da Viagem

Minicruzeiros: 3 a 4 noites, sendo uma boa opção para quem tem pouco tempo livre, ou baixo orçamento.

Tradicionais: 7 a 14 noites, são considerados os ideais, pois possibilitam uma melhor experiência dentro do navio.

Volta ao mundo: 90 a 120 noites, são mais raros por exigir do passageiro um longo tempo livre, grande orçamento, além da capacidade de permanecer tantos dias dentro de um navio, pois a sensação de tédio e cansaço, pode ocorrer mesmo com as diversas paradas que o navio faz ao longo da viagem.

Percurso

A maioria dos pacotes oferecidos atualmente no Brasil, principalmente os promocionais, incluem uma rota pela costa brasileira ou Caribenha. Para um melhor aproveitamento da viagem, procure escolher a rota baseando-se em seus gostos pessoais. Por exemplo, o Caribe é uma ótima opção para os amantes de praia, já alguns podem preferir o frio, desta forma um cruzeiro pela Patagônia seria mais interessante.

Pacote de Cruzeiros

All Inclusive: No preço da passagem já está incluso, toda a comida e bebida que consumir dentro do navio. Essa é uma das melhores opções de escolha, mantendo o orçamento da viagem sob controle, pois dentro do navio os preços da comida e bebida tendem a ser salgados, além da moeda utilizada ser o Dólar. (Observação: Leia com atenção as regras na hora da compra deste tipo de passagem, pois mesmo nesta modalidade, alguns produtos ou serviços podem não estar inclusos).

Temáticos: Além dos cruzeiros tradicionais, existem também os temáticos, onde o foco principal são os shows ou programações voltadas a gostos e afinidades de determinado público. É possível encontrar cruzeiros destinados a música eletrônica, sertanejo, carnaval, gastronomia, ou até os mais saudáveis como os cruzeiros fitness.

Dicas:

- Veja o que está incluso no pacote que você está comprando, como por exemplo: Acesso a piscinas, jacuzzis, bares, academias e quadras de esporte. Além do serviço de quarto e internet.

- Lembre-se que será necessário se deslocar até o "Porto" de partida do navio, dessa forma veja se está incluso no preço do pacote, as passagens aéreas ou terrestres até o local.

- As taxas de embarque nos portos, são extremamente altas, tendo um peso muito significativo sobre o preço das passagens, por isso tome cuidado, e veja se esta taxa já está inclusa no preço na hora da compra.

- Existem diversas companhias de cruzeiro pelo mundo, com a maioria delas sendo de ótima qualidade e excelência, porém a exceções, e estas minorias costumam pecar na qualidade dos serviços oferecidos. Desta forma pesquise sobre a companhia e o navio que você fará a viagem, observando a estrutura e conservação do mesmo, profissionalismo dos tripulantes, características das cabines, qualidade das refeições entre outros pontos, para que a viagem dos sonhos não se torne um pesadelo. (Observação: Uma das melhores formas de descobrir informações, é buscando na internet, por depoimentos de pessoas que já viajaram com a companhia ou navio que você se interessou).

Cabines

A escolha da cabine é muito importante, pois provavelmente boa parte da viajem você ficará dentro dela, por isso analise com cuidado, e não foque apenas no preço, preste atenção no modelo escolhido, sendo os principais:

Cabines internas: são as menores cabines do navio e não possuem janelas;

Cabines externas: são do mesmo tamanho ou ligeiramente maiores que as cabines internas, e possuem janelas. Costumam ficar na parte inferior do navio;

Cabines com varanda: são maiores que as cabines internas e externas, e oferecem uma varanda particular; 

Suítes: são as maiores cabines do navio, contam com varanda e ambientes separados, além de ficarem posicionadas nas áreas mais altas do navio, proporcionando uma melhor vista da paisagem;

As cabines são como quartos de hotel, por tanto oferecem banheiro privativo, ducha, ar condicionado, televisão, telefone, frigobar, secador de cabelo entre outros.

Dica:

- Pessoas que sentem enjoo com facilidade, devem focar em cabines internas inferiores, pois nestes pontos o balanço do navio é menor do que o sentido em andares mais altos ou em cabines externas.

Bagagem

A Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos sugere dois volumes por passageiro, sendo cada um deles com no máximo 20 kg e tamanho máximo de 40 cm x 60 cm x 30 cm. Porém o melhor é buscar essa informação junto a empresa que está vendendo o pacote.

Restrições: A regra é praticamente a mesma da utilizada para viagens aéreas. Onde as malas e os passageiros passam pelo aparelho de raio x, além da aplicação de uma lista de itens proibidos, como:

Armas, objetos pontiagudos, líquidos inflamáveis, ou qualquer outro item que possa oferecer risco aos demais. Além disso é proibido embarcar com alimentos ou bebidas. (Observação: Algumas companhias permitem o embarque com bebida, porém a mesma é retida e devolvida ao final da viagem. Outras permitem o consumo dentro do navio, mas cobram uma taxa).

Dicas:

- A tripulação é encarregada de levar sua bagagem até a cabine, dessa forma pode haver uma demora até você recebê-la, sendo assim leve uma bagagem de mão com alguns itens básicos.

- Os navios contam com serviço de lavanderia, onde a roupa é devolvida em um prazo máximo de 24h. Isso pode ser uma alternativa para não precisar levar muitas roupas para a viagem ou até mesmo para alguma situação especial. Esse serviço costuma ser cobrado separadamente.

Vestuário a Bordo

Para o dia a dia, roupas informais, como bermudas, camisetas, vestidos, sandálias e chinelos, além de roupas esportivas para quem deseja se exercitar nas academias. Os navios contam com piscinas e jacuzzis, então leve consigo roupas de banho. E por último, não esqueça de pôr na mala uma roupa mais formal, pois na maioria dos cruzeiros, acontecem eventos de gala, como jantares ou shows. (Observação: Algumas empresas têm regras diferenciadas, como por exemplo, exigir o uso de calças ou vestidos longos depois de determinado horário. Por isso consulte as regras no site da companhia que você fará a viagem).

Alimentação e Bebidas

As principais refeições diárias, como café da manhã, almoço e janta, e as bebidas como água, sucos e chás consumidos durante essas refeições, costumam estar inclusas no preço do pacote, porém em restaurantes predeterminados, dessa forma se optar por se alimentar em outros locais, provavelmente haverá cobrança pelo serviço diferenciado.

No momento da compra, algumas companhias já exigem que você escolha o horário que fará as refeições, pois essas reservas servem para evitar filas e desconforto.

As pessoas com restrições alimentares, devem informar a necessidade do regime especial, durante a compra da passagem, dessa forma, a companhia providenciará um cardápio que atenda as exigências do passageiro.

Caso seu pacote não seja "All Inclusive", existe a possibilidade de comprar pacotes variados de bebidas. Isso ajuda com o controle de gastos, além de proporcionar mais comodidade.

Os navios oferecem serviço de quarto, sendo possível tomar café da manhã ou fazer outras refeições dentro da própria cabine.

Saúde

Todos os navios contam com serviço médico, mas a consulta é paga a parte. O ideal é a contratação de um seguro viagem, pelo prazo específico da duração do cruzeiro.

Um dos maiores receios de quem fará uma viagem de navio, é com a possibilidade de ficar enjoado. Porém devido ao seu tamanho e estrutura, os navios de cruzeiro têm um balanço leve, (salvo dias de mar agitado) por isso as chances de ficar enjoado são pequenas, e podem se limitar aos primeiros dias de viajem.

Compras

Fazer compras nas lojas do navio, pode ser uma boa opção de passatempo e até mesmo de economia, pois elas não têm a mesma incidência de impostos do que as lojas tradicionais, desta forma elas se tornam "Free Shops". Além disso é possível fazer compras nas cidades em que há desembarque.

Os gastos a bordo são em Dólar, sendo na maioria das vezes computados em um cartão magnético, entregue durante o embarque, sendo o pagamento do montante acumulado ao final da viagem, através de cartão de crédito ou Reais, convertidos pelo câmbio do Dólar Turismo do Banco Central. (Observação: As companhias costumam exigir uma caução de crédito antes do embarque, através de cartão de crédito internacional ou mediante depósito. Caso durante a viagem o valor dos gastos exceder o limite do cartão ou valor depositado, a companhia irá exigir uma nova caução).

As lojas funcionam apenas durante a navegação, ou seja, enquanto o navio estiver atracado em portos ou parado em costas, elas não abrem.

Comunicação

Internet: Todos os navios oferecem internet wi-fi, porém na maioria das vezes este serviço é pago separadamente, e tem um custo alto.

Telefone: Os navios contam com telefones que apresentam sinal em qualquer ponto da viagem. Caso alguém queira contatar o navio, ela deve acessar o link http://www.dialaship.com, onde encontrará o número da embarcação.

Dica: 

- Enquanto o navio estiver perto da costa ou atracado, provavelmente haverá sinal de celular, aproveite esses momentos para se conectar à internet ou fazer ligações.

Documentação

Para viagens pela costa brasileira, ou países membro do Mercosul, basta ter consigo o RG. Para viagens internacionais, em que o navio fará parada em países que não tem acordo de livre circulação com o Brasil, será necessário o passaporte, ou até mesmo Visto, como é o caso dos EUA.

Curiosidades

  1. A região do Caribe é o destino de cruzeiros mais popular do mundo;
  2. Um navio de cruzeiro leva de 1 a 3 anos para ser construído, dependendo de seu tamanho e modelo, e pode chegar a custar até R$ 3,5 bilhões de Reais;
  3. O primeiro navio de cruzeiro construído exclusivamente para esta finalidade, foi o Prinzessin Victoria Luise em 1901;
  4. O maior navio de cruzeiro do mundo (2016), é o Harmony of the Seas da Royal Caribbean, com 362 metros de comprimento, 66 metros de largura e 72 metros de altura acima da superfície. Tem capacidade para mais de 6.000 passageiros e 2.300 tripulantes e foi inaugurado em 2016 a um custo de quase 1 bilhão de Euros;
  5. Os americanos lideram o ranking com o maior número de passageiros de cruzeiros anuais;
  6. Em 2018 será lançado um navio de cruzeiro réplica do Titanic, que inclui suas medidas originais, 270 metros de comprimento e 28 metros de largura. Sua construção foi encomendada por um bilionário australiano;
  7. Para os apaixonados por cruzeiros, existe o The World, o maior navio residencial privado do mundo, com 165 cabines, que tem o roteiro anual escolhido pelos seus moradores, sendo o custo médio para a compra de uma cabine US$ 1,2 milhões de Dólares;
  8. O cruzeiro mais caro da história foi a bordo do Silver Whisper da Silversea, em 2012, com um custo médio de R$ 4 milhões por casal. A viagem de luxo durou quatro meses;
  9. Os cassinos e os Free Shops, só funcionam enquanto o navio está em movimento;
  10. Não existe internet grátis dentro do navio, sendo necessário pagar para ter o serviço;
  11. As piscinas do navio são esvaziadas e novamente enchidas durante a madrugada, sendo utilizado a água dessalinizada do mar para este processo;
  12. Normalmente a mais de 1.000 tripulantes por navio;
  13. Os navios de cruzeiro consomem uma quantidade exorbitante de combustível, sendo gasto toneladas de Diesel por hora de navegação;
  14. A velocidade média dos navios é de 40 a 60 km/h;
  15. Nos cruzeiros com mais de 5 dias de duração, existe a "Noite do Capitão", uma noite de gala em que o capitão se apresenta aos passageiros; 
  16. A moeda oficial dentro dos navios de cruzeiro é o Dólar Americano, mesmo para viagens que comtemplam apenas a costa brasileira. O pagamento das despesas é feito no final da viagem, e cartões de débito e crédito nacionais ou cheques não são aceitos;
  17. Poucas companhias oferecem cabines individuais (cabine single), dessa forma se viajar sozinho terá que desembolsar o valor em dobro;
  18. Quanto ao lixo produzido, os navios contam com pequenas usinas de reciclagem, onde é feito um processo de transformação dos resíduos. O lixo biodegradável é despejado no mar, respeitando a distância mínima da costa;
  19. A energia utilizada para o funcionamento do navio, é produzida através de geradores elétricos;
  20. As 3 maiores empresas de cruzeiros do mundo (2016) são a Carnival Cruises, a Royal Caribbean e a Princess Cruises;
  21. O maior grupo do mundo pertence a Carnival Cruise Lines, que além de sua própria marca, conta com outras 9 empresas de cruzeiro, como a Princess Cruises, Costa Cruzeiros, Holland America Line, entre outras;
  22. Miami tem o porto de cruzeiros mais movimentado do mundo;
  23. A língua oficial nos navios de cruzeiro é o inglês, mas para navios que partem da costa brasileira a lei exige que 25% dos tripulantes sejam do Brasil.

Considerações Finais

Quando for comprar seu pacote de cruzeiro, fique atento e preste muita atenção, para não acabar tendo surpresas desagradáveis posteriormente.

O preço varia muito entre cabines internas e externas, sendo as externas muito mais caras. Leve isso em consideração na hora de comparar preços ou diante de promoções.

Lembre-se que a maior parte do tempo você estará dentro do navio, sendo o tempo em terra firme muito menor, então tenha isso em mente para não se frustrar, pois esse tipo de viajem contempla mais o mar e a experiência da navegação.

Nem todos os locais de parada do navio contam com portos, sendo nestas situações utilizados barcos menores, que levam os passageiros até a terra firme.

A maioria dos navios de cruzeiro, tem como ponto de partida no Brasil, apenas alguns grandes portos, sendo o de Santos - SP, um dos mais utilizados. Sendo assim, na maioria das vezes a viagem começa por via aérea, para se chegar até a cidade de onde o navio partirá.

Preste atenção no horário de partida do navio, e chegue com antecedência para realizar o check-in e despachar as bagagens.

Para navios que partem da costa brasileira, a legislação exige que 25% dos tripulantes sejam do Brasil, porém na maioria das vezes o outro restante é de origem estrangeira, o que pode dificultar as vezes a comunicação.

As normas e procedimentos podem variar um pouco entre as companhias, por isso o ideal é buscar as informações diretamente na companhia contratada.