Bonito

Data da viagem: Abril de 2017

Curiosidades e Dados Sobre a Cidade de Bonito - MS (2017)

  • Fundação: 02/10/1948;
  • População: 21.500 habitantes;
  • Clima: Tropical, com temperatura girando em torno dos 15°C à 20°C nos meses de inverno, e de 25°C à 30°C no verão;
  • Quando ir: São dois principais períodos, cada um com suas vantagens e desvantagens, sendo necessário dessa forma, levar em consideração os gostos pessoais, para uma escolha mais apropriada;

- Chuvoso: se estende de dezembro a março, momento em que a mata está mais verde, os rios mais cheios e a água mais quente, porém o excesso de chuva pode acabar ocasionando o cancelamento de alguns passeios, além da desvantagem da água dos rios ficar mais turva, prejudicando a visibilidade durante as flutuações ou mergulhos. Nesta época a cidade não recebe muitos turistas, o que pode se refletir em preços mais atrativos.

- Seco: se estende de maio a agosto, neste período as águas dos rios estão cristalinas e com mais peixes, o que torna a prática de flutuação e mergulho perfeitas, porém a temperatura do ambiente e das águas ficam mais baixas, além disso nesta época a mais turistas na cidade, o que pode acarretar em passeios mais lotados e preços de hospedagem mais altos.

  • Tempo médio de estadia: 4 dias são o suficiente para conhecer os principais pontos turísticos. Obs: Opinião baseada em meu formato de viagem e gostos particulares;
  • Acesso aéreo: Bonito conta com um pequeno aeroporto, recebendo poucos voos, além de caros. A melhor opção é utilizar o Aeroporto Internacional de Campo Grande (código CGR), que fica a 300 km de distância de Bonito, através de rodovias. Existem várias empresas que oferecem o serviço de transfer compartilhado em vans, com saída do aeroporto por um custo médio de R$ 100,00. Outra boa opção, é locar um veículo no aeroporto. O trajeto entre Campo Grande e Bonito, dura em torno de 3:30h a 4:00h;
  • Hospedagem: Bonito conta com diversos hotéis, hostels e pousadas, totalizando quase 6.000 leitos. O custo da hospedagem não é dos mais baratos, e na maioria das vezes as opções mais econômicas tem um custo x benefício longe do ideal, por isso pesquise bastante antes de escolher onde ficar. 

- Não deixe para locar na última hora, pois o risco de encontrar poucas ou quase nenhuma opção é muito alto. 

- Mesmo sendo uma cidade pequena, se hospedar em locais periféricos pode ser um problema se você não estiver de carro, leve isso em consideração na hora da escolha da hospedagem.

- Em minha viagem, fiquei hospedado no Che Lagarto Hostel Bonito (www.chelagarto.com/pt), uma das unidades da rede que se espalha por diversas cidades e países. Sua nota no Booking em abril de 2017 era 9,0 com 890 avaliações. Adorei o local, principalmente devido ao ótimo atendimento dos funcionários do hostel.  

  • A cidade está situada na Serra da Bodoquena, no estado de Mato Grosso do Sul, distante 300 km da capital Campo Grande, e pertence a região centro-oeste do país;
  • Até o ano de 1977, existia apenas o estado de Mato Grosso, porém em 11/10/1977, o então presidente Ernesto Geisel, assinou a lei complementar que dividia o estado, nascendo assim Mato Grosso do Sul;
  • Mais de 70% da área do Pantanal está no estado de Mato Grosso do Sul;
  • Os primeiros núcleos de casas habitacionais, surgiram na Fazenda de Rincão Bonito, razão pela qual a cidade foi batizada de "Bonito";
  • A cidade de Bonito, conta apenas com pouco mais de 20 mil habitantes, porém devido à forte economia voltada ao turismo, possui uma infraestrutura e organização completa para atender os milhares de turistas que recebe todos os anos;
  • A maioria dos pontos turísticos estão em RPPN (Reservas Particulares do Patrimônio Natural), são áreas de conservação da natureza em terras privadas;
  • Seu fuso horário, está a 1h a menos em relação ao horário de Brasília;
  • Bonito recebeu no ano de 2013, na cidade de Londres, o prêmio de melhor destino de turismo responsável do mundo, o World Responsible Tourism Awards;
  • A cristalinidade da água, é associada a presença de rochas calcárias que agem como um filtro.

Principais Pontos Turísticos

Rio da Prata (flutuação)

Distante 50 km do centro de Bonito, ocupa o primeiro lugar no ranking dos melhores passeios de Bonito, segundo o site TripAdvisor (2017). A flutuação inicia na nascente do Rio Olho D'água, de águas incrivelmente cristalinas, podendo oferecer uma visibilidade de até 40 metros, além disso, ele é o rio local com a maior variedade de peixes, dando a impressão que se está nadando em um aquário.

O passeio começa através de uma trilha de 2.200 metros, até a nascente do Rio Olho D'água, local que se inicia a flutuação com percurso de 1.800 metros, até o encontro com o Rio da Prata, último trecho com mais 600 metros de flutuação. No final do passeio é servido um almoço na sede da fazenda, com comidas típicas sul-mato-grossenses, (almoço opcional).

Os grupos de flutuação são compostos por até 9 pessoas e o guia, mais um barco de apoio a partir do encontro com o Rio da Prata, sendo possível fazer o último trecho dentro do barco caso desejar.

Este passeio costuma demandar um dia inteiro, entre o deslocamento de ida e volta até o local, mais o tempo de flutuação.

Dicas:

- É proibido entrar no rio com protetor solar ou repelente;

- Não é necessário saber nadar, pois a flutuação acontece através da roupa de neoprene ou colete salva-vidas, fornecidos pela agência de turismo;

- O equipamento utilizado para a flutuação, como máscara, snorkel, roupa de neoprene e colete salva-vidas, são fornecidos pela agência de turismo, e seu valor já está incluso no pacote;

- Caso deseje fotografar ou filmar durante a flutuação, lembre-se de levar consigo uma câmera com proteção a água (caixa estanque). Se não tiver o equipamento adequado, é possível alugar no próprio local (GoPro R$ 83,00 com cartão de memória incluso no preço);

- Passeio não permitido para crianças com menos de 8 anos;

- Levar roupa de banho e toalha;

- O local fica próximo do "Buraco das Araras", por isso procure fazer os dois passeios no mesmo dia.

Horários: Primeiro 7:30 / Último 15:30

Duração: 4 horas (sede da fazenda, até o ponto inicial da trilha + trilha + flutuação + retorno até a sede da fazenda)

Entrada: R$ 170,00

Endereço: Fazenda Cabeceira do Prata, BR-267, Km 512, Zona Rural de Jardim / MS

Mais informações: www.riodaprata.com.br 

Buraco das Araras

Distante 54 km do centro de Bonito, o local conta com diversas araras vivendo em seu habitat natural, dentro de uma dolina (cratera), com 100 metros de profundidade e 500 metros de circunferência, onde as cores vermelho e verde predominam. Durante a visitação, é possível percorrer a trilha de 900 metros que circunda a cratera, onde estão dois mirantes para uma melhor observação. Os grupos são compostos por até 10 pessoas, e são sempre acompanhados por um guia.

Dicas:

- Embora o nome sugira as araras como ponto alto do passeio, muitos visitantes acabam por apreciar muito mais a visualização da dolina (cratera);

- Não crie expectativas de ver centenas de araras sobrevoando o local, pois isso pode acabar lhe frustrando;

- De junho a dezembro é o período de reprodução das araras, dessa forma as chances de visualizá-las na dolina são maiores;

- É obrigatório o uso de calçado fechado como tênis ou botas;

- O local fica próximo ao "Rio da Prata", por isso procure fazer os dois passeios no mesmo dia.

Horários: Primeiro 7h / Último 17:40

Duração: 1 hora

Entrada: R$ 65,00

Endereço: Fazenda Alegria, BR-267, Km 510, Jardim / MS

Mais informações: www.buracodasararas.com.br/pt  

Gruta do Lago Azul

Distante 20 km do centro, se encontra o principal cartão postal de Bonito. A gruta oferece ao visitante o encontro com formações de estalagmites e estalactites, juntamente com seu principal símbolo, o lago de água azulada em seu interior. Infelizmente o ápice do local acontece apenas nos meses de dezembro e janeiro, quando o sol incide sobre o lago pela parte da manhã, deixando a água azulada ao máximo.

A profundidade estimada do lago em alguns pontos é de 90 metros, mas desconhece-se a profundidade absoluta. Para se chegar ao local, é necessária fazer uma caminhada de 200 metros até a entrada da caverna, onde se inicia a descida da escadaria com quase 300 degraus. O banho no local proibido. Os grupos são compostos por até 15 pessoas, e são sempre acompanhados por um guia.

Dicas:

- Embora o percurso de quase 600 degraus, entre a descida e a subida, tenha intervalos para descanso, pode acabar sendo cansativo para pessoas com pouco preparo físico;

- No período da manhã, principalmente em torno das 9 horas, o Sol incide mais intensamente dentro da caverna, deixando a paisagem ainda mais bonita;

- Evite fazer o passeio se o dia estiver nublado, pois a falta de luminosidade no interior da gruta, pode prejudicar a beleza da paisagem;

- É obrigatório o uso de calçado fechado como tênis ou botas.

Horários: Primeiro 7h / Último 14h

Duração: 2 horas

Entrada: R$ 65,00

Abismo Anhumas

Distante 23 km do centro de Bonito, o passeio é um prato cheio para aventureiros, sendo o rapel a única forma de acessar o interior da imensa caverna, que tem em seu fundo um grande lago de águas cristalinas. O passeio é composto por:

Rapel de 72 metros por uma fenda que dá acesso a caverna. A Descida leva em torno de 5 min;

Mergulho ou flutuação no lago da caverna, lago este de águas cristalinas e com uma profundidade que varia entre os 15 e 80 metros;

Passeio de bote ao redor do lago.

No dia anterior ao passeio, é obrigatório fazer um pequeno treinamento de rapel em uma plataforma de 10 metros, onde os monitores farão uma análise de suas condições físicas e motoras, para saberem se você está apto a fazer o passeio. O treinamento costuma ocorrer as 18h.

Dicas:

- O limite diário permitido de visitantes, gira entre os 16 e 20, por isso o agendado deve ser feito com bastante antecedência;

- Passeio não permitido para crianças com menos de 10 anos;

- O mergulho com cilindro, só pode ser feito mediante a apresentação de certificado de curso de mergulho básico, além disso apenas 4 pessoas do grupo podem mergulhar;

- Proibido o uso de protetor solar ou repelente no passeio;

- É obrigatório o uso de calçado fechado como tênis ou botas, além de meias longas;

- Leve consigo água e lanches leves;

- Tente fazer o passeio após as 9h, dessa forma você irá presenciar a entrada do Sol pela fenda.

Horários: Primeiro 7h / Último 12h

Duração: 5 horas

Entrada: R$ 910,00 com flutuação / R$ 1.255,00 com mergulho

Mais informações: www.abismoanhumas.com.br   

Lagoa Misteriosa (flutuação ou mergulho)

Localizada na cidade de Jardim, a 50 km de Bonito, é considerada uma das cavernas inundadas mais profundas do país. A lagoa está no fundo de uma dolina (cratera), e suas águas tem uma tonalidade azulada, e uma profundidade de 220 metros. Para se chegar até ela, é necessário percorrer uma trilha de 600 metros, até o início das escadarias, onde são mais 179 degraus de descida. Os grupos são compostos por até 10 pessoas, e são sempre acompanhados por um guia. No final do passeio é servido um almoço na sede da fazenda, com comidas típicas sul-mato-grossenses, (almoço opcional).

Dicas:

- O passeio é suspenso durante o período de outubro a abril, devido a proliferação de algas, que ocasiona o esverdeamento da água e consequentemente a perda de visibilidade. Consulte as agências de viagem para maiores informações;

- A lagoa fica próxima ao Rio da Prata;

- Caso deseje fotografar ou filmar durante a flutuação, lembre-se de levar consigo uma câmera com proteção a água (caixa estanque). Se não tiver o equipamento adequado, é possível alugar no próprio local;

- O equipamento utilizado para a flutuação, como máscara, snorkel e colete salva-vidas, são fornecidos pela agência de turismo, e seu valor já está incluso no pacote (não é utilizado roupa de neoprene, devido a água da lagoa manter uma temperatura constante de 24° o ano inteiro);

- Para o passeio com mergulho, não é necessário certificado de curso de mergulho, porém a profundidade máxima permitida é de 8 metros, sendo que a locação do equipamento já está inclusa no preço do passeio. (Mergulhadores com cerificado, podem atingir maiores profundidades);

- Passeio não permitido para crianças com menos de 8 anos;

- É obrigatório o uso de calçado fechado como tênis ou botas;

- É proibido entrar na lagoa com protetor solar ou repelente;

- Levar roupa de banho e toalha.

Horários: Primeiro 8h / Último 14h

Duração: 2h

Entrada: Flutuação R$ 154,00 / Mergulho com cilindro R$ 365,00

Endereço: BR-267, Km 515, Zona Rural - Jardim / MS (mesma entrada de acesso do passeio Rio da Prata)

Mais informações: www.lagoamisteriosa.com.br  

Considerações Finais

- Os principais passeios estão em áreas de preservação ambiental e propriedades privadas, por isso a única forma de fazê-los é através de agências de turismo, que detém o direito da exploração sustentável dos locais. Além disso a presença de um guia turístico é obrigatória por lei municipal.

- Os preços dos passeios são tabelados, o que evita a perda de tempo em pesquisas de preço, além de exigir das agências um atendimento de excelência, pois é apenas desta forma que poderão se destacar perante a concorrência.

- Para quem chega pelo aeroporto de Campo Grande, uma boa opção é locar um carro, principalmente se estiver acompanhado, pois o custo do transfer de apenas uma pessoa, do aeroporto até Bonito e de Bonito até o aeroporto, já paga quase duas diárias de um carro básico. Além disso você não fica preso aos horários dos ônibus e vans. Em minha viajem para Bonito, loquei um carro no aeroporto, o modelo básico com ar condicionado custou R$ 140,00 por dia, já com o seguro e taxas inclusas. 

- Os passeios ecológicos ficam longe do centro da cidade, e o transporte não está incluso no preço, o que obriga a contratação de transporte compartilhado nas agências de turismo ou o uso de taxi. Mais uma boa razão para locar um carro.

- Itens essenciais para a viagem: repelente, protetor solar, chapéu ou boné, roupas de banho e toalha.

- O banho em alguns locais, só é permitido sem o uso de repelente ou protetor solar. Essa medida visa manter a cristalinidade da água e a preservação dos peixes.

- Bonito não é um destino barato, principalmente devido ao custo de transporte e obrigatoriedade de pagamento para acessar os principais pontos turísticos. 

- Na alta temporada, os passeios devem ser agendados com antecedência, pois existe o risco das vagas se esgotarem.

- Neste post citei apenas os mais famosos pontos turísticos de Bonito, porém existem quase 50 opções de passeios e atividades na cidade e região, então caso você tenha disponibilidade de tempo, não deixe de pesquisar e realizar outros passeios.

- Mais informações www.portalbonito.com.br 

Bonito é considerado um dos melhores destinos de ecoturismo do Brasil. Repleto de rios e cachoeiras de águas cristalinas em meio a mata nativa, esse pequeno paraíso atrai quase meio milhão de visitantes todos os anos, que buscam contato e interação com a natureza através de atividades como, mergulho, trekking, rapel, cavalgada entre outros.